Feridos em tiroteio e atropelamento em Montes Claros recebem alta

Fonte: G1 Grande Minas

A assessoria de comunicação do hospital que atendeu o adolescente de 17 anos, baleado no joelho, e as três mulheres, de 27, 32 e 55, vítimas de atropelamento, confirmou nesta segunda-feira (30), que todos eles já foram liberados.

As quatro pessoas ficaram feridas após um acerto de contas entre traficantes no sábado (28), na Rua Visconde de Taunay, no Bairro Maria Cândida, em Montes Claros (MG). Três homens morreram.

Testemunhas disseram para a Polícia Militar, que dois suspeitos, de 24 e 27 anos, passaram de motocicleta pela rua e atiraram contra o menor e um amigo dele, de 23, que estavam lavando um carro. Depois de disparar várias vezes, eles caíram da moto e foram espancados por populares, um morreu no local e o outro foi socorrido pelo Samu, mas morreu a caminho do hospital, assim como o rapaz de 23 anos. A maioria dos envolvidos tem passagens por tráfico de drogas.

Segundo a Polícia Militar, ao perceber que os dois homens estavam sendo linchados pela população, o motorista de um carro que dava cobertura para eles saiu em alta velocidade, para tentar resgatá-los. Ele perdeu o controle da direção e atropelou  três mulheres. Após o atropelamento, ele ainda bateu em outro carro. Depois do acidente, o condutor e o passageiro fugiram e, ao encontrarem uma viatura da PM, atiraram contra os policiais, que revidaram. No local foram apreendidos um revólver, dois cartuchos e um veículo.

Durante o atendimento da ocorrência, o celular de um dos homens, que estava na moto e atirou, tocou. Uma pessoa informava que iria buscá-lo em um carro verde. O veículo foi abordado e os dois ocupantes foram presos. Um deles tem passagem por agressão e o outro por direção perigosa. Com eles foram apreendidos um revólver com numeração raspada, seis cartuchos, cinco celulares e R$ 113. A dupla foi levada para a delegacia.

Um dos líderes do tráfico no Doutor João Alves, em Montes Claros, é preso

materiasapreendidos

Fonte: G1 Grande Minas

 

Depois de denúncias anônimas, a Polícia Militar conseguiu prender, em Montes Claros (MG), neste domingo (29), um homem de 20 anos, por tráfico de drogas, na Rua C, no Bairro Doutor João Alves. Ele era responsável por gerir os lucros com a venda dos entorpecentes na região.

O homem andava de moto quando foi abordado pela polícia. Com ele foram encontrados R$ 135 e um celular. Na casa dele foram apreendidas 214 pedras de crack, 66 buchas de maconha, uma porção de cocaína e R$ 478. Em cima da telha os militares apreenderam ainda uma arma, uma balança e duas porções de maconha e cocaína.

O homem foi levado para a delegacia, junto com o material apreendido.

Bandidos matam e são linchados por moradores em Montes Claros

img_7571

Fonte: G1 Grande Minas

Três pessoas morreram na noite deste sábado (28), na Rua Visconde de Taunay, no Bairro Maria Cândida, em Montes Claros. Segundo as primeiras informações da Polícia Militar, o conflito teria sido causado por um acerto de contas.

De acordo com o Tenente Marcos Vinícius Pereira, por volta das 19h, bandidos chegaram ao local para matar um “rival”.

“Duas motocicletas, com dois ocupantes cada e com armas em punho, chegaram alvejando algumas pessoas que estavam nesse local. Dentre essas pessoas, inclusive um que foi alvejado, acabou reagindo e conseguiu derrubar dois desses motociclistas”, conta.

Durante a confusão, ao perceber que os criminosos estavam encurralados, alguns moradores teriam linchado dois dos bandidos.

“A população pegou esses indivíduos e começou a linchar com pedradas e pauladas. Um dos linchados veio a óbito no local, e o outro foi resgatado pelo Samu. Um dos elementos que estavam aqui foi alvejado por arma de fogo e segundo o Samu, se encontra em estado grave no hospital”, relata o Tenente.

Ao perceber o tumulto, os homens que davam cobertura teriam tentado ajudar os linchados.

Foto: Jornal O Tempo

Foto: Jornal O Tempo

“No local, dando cobertura para essas duas motocicletas, veio um carro, e que tentou atropelar as pessoas que investiam contra os motoqueiros. Depois que atropelaram as pessoas vieram a bater em via pública. A população também tentou lincha-los, porém eles evadiram”, diz.

Ainda segundo o Tenente, o local já é conhecido por várias ocorrências relacionados com o tráfico de drogas. “Esse local já tem o histórico de algumas prisões. Alguns desses autores que foram vitimados, já tem passagem por tráfico ou uso de drogas”, afirma.

Por telefone, a assessoria de comunicação do Samu confirmou três óbitos e um ferido por arma de fogo. Duas pessoas atropeladas foram encaminhadas para o hospital.